Sábado 17 Novembro 2018

Tinn-R

Contents[Hide]

pt_br  en_us

1. Screenshoots

2. Novo website

Em desenvolvimento: ver aqui.

3. Descrição

O Tinn-R é um editor/processador de texto ASCII/UNICODE genérico para o sistema operacional Windows, muito bem integrado ao ambiente estatístico e computacional R para o qual possui características de Interface Gráfica (GUI) e Ambiente de Desenvolvimento Integrado (IDE).

É um projeto registrado sob a Licença Pública Geral GPL, sendo portanto software livre.

4. Objetivo

O objetivo do projeto Tinn-R é facilitar o aprendizado e o uso do potencial do ambiente estatístico e computacional R.

Para os usuários iniciantes seu uso pode acelerar consideravelmente a curva de aprendizagem do R.

Para usuários experientes, fornece recursos avançados de edição (R, Noweb, LaTeX, Txt2tags), processamento, conversão de formatos (Noweb, LaTeX, Txt2tags, Pandoc) e compilação de documentos LaTeX, entre outros formatos. A produtividade dos trabalhos envolvendo textos (scripts, documentação, etc) pode ser consideravelmente aumentada com o uso eficiente dos recursos do Tinn-R.

Em poucas palavras, uma ferramenta facilitadora (case) para atividades que envolvem a edição e o processamento de textos: fácil de usar para os usuários inexperientes ou ocasionais, muito flexível e versátil para os experientes/avançados. Alguns usuários do R poderão preferir outros editores/GUIs mais poderosos e com mais recursos como, por exemplo: Vim + Vim-R-plugin, Emacs + ESS (para ficar entre os mais amplamente usados). Contudo, para ambos, o aprendizado é bem mais árduo.

5. Principais características

  • R
    • Reconheçe Rgui.exe e Rterm.exe
    • Suporta RNOWEB (Knitr e Sweave)
    • Object explorer (interface gráfica para o R com opções de seleção e filtro)
    • Várias opções de envio de instruções (arquivo, seleção, blocos, linhas) e controle do interpretador R
  • Edição
    • Colorimento avançado da syntaxe de várias linguagens
    • Suporte a macros
    • Compleção (baseada em banco de dados XML, expansível e customizável)
  • Processamento
    • Suporte básico ao LaTeX
    • Conversão de formatos (Pandoc, Txt2tags e Deplate)
    • Correção ortográfica para vários idiomas
    • Busca substituição em arquivos e pastas
  • Gerenciamento de conteúdo
    • Interface para gerenciamento de projetos

6. Um pouco de história

O projeto teve início em meados/2003, seis meses após o atual coordenador do projeto (ACP) ter conhecido o ambiente R. Em agosto/2003 ele havia decidido que adotaria o R como principal ferramenta no ensino da estatística (sua principal atividade) e também em análises de dados (segunda principal atividade).

Os objetivos iniciais do projeto em relação ao R foram três:

  • Desenvolver um Editor/GUI simples e flexível sob o sistema operacional Windows
  • Prover facilidades de uso para os alunos nos cursos de graduação e pós-graduação em estatística
  • Facilitar as tarefas do ACP relativas ao ensino e análise de dados no ambiente R

Após o ACP ter testado a quase totalidade das GUIs então disponíveis:

assim como os editores mais conhecidos que ofereciam recursos para interagir com o R:

ele percebeu que não se adaptava bem às GUIs nem aos editores testados. Mais ainda, preocupava-o as dificuldades relacionadas ao ensino (instalação, configuração e uso) nos laboratórios de estatística computacional.

Entre esses, o Emacs + ESS era o mais conhecido, recomendado e usado por usuários experientes. Entretanto, de configuração e uso difícil para o usuário iniciante (público principal no ensino da estatística computacional relativa ao R) ou ocasional. Adicionalmente, a interface não era agradável aos usuários acostumados com a rica interface gráfica proporcionada pelo Windows. Pode-se observar que alguns projetos eram ainda incipientes, enquanto outros estavam com problemas de continuidade.

O ACP imaginou que poderia personalizar um editor acrescentando-lhe as funcionalidades que satisfizessem às necessidades de uma GUI. Como programava a muitos anos em Object Pascal, seria interessante partir de um editor de código aberto (open source), escrito nesta linguagem, e adaptá-lo às necessidades.

Após buscas na internet e testes preliminares, foram selecionados seis editores desenvolvidos sob a IDE Delphi da então Borland (atualmente Embarcadero).

A segunda etapa consistiu de testes de performance e estabilidade. Finalmente dois projetos foram selecionados:

  • Tinn, em língua Inglesa, descontinuado em 2005
  • Notes, em língua Portuguesa, descontinuado também em 2005

Ambos possuíam as características básicas necessárias de um editor. Entre eles, o Tinn (Tinn Is Not Notepad) apresentou maior simplicidade estrutural, melhor performance e maior estabilidade, o que motivou sua seleção final.

Embora os recursos básicos de um editor genérico e simples já tivessem sido implementados pelos desenvolvedores, havia muito ainda o que se fazer: tanto em relação ao editor quanto a futura GUI. O pequeno grupo de desenvolvedores do Tinn foi comunicado (embora isto não seja uma exigência dos softwares sob a Licença Pública Geral - GPL) da intenção de implementar novos recursos. Trabalhou-se juntos no código fonte do editor Tinn por cerca de cinco a seis meses até que percebeu-se, dado às novas necessidades, que não seria possível mantê-lo genérico, segundo a concepção original do projeto Tinn. A partir de então (novembro de 2003) teve início um novo projeto: Tinn-R.

Em dezembro/2003 as características básicas que permitiam a comunicação com o ambiente R haviam sido implementadas e o programa já era usado pelo ACP para as análises. Seria também usado nas aulas de estatística de um curso de mestrado na UESC/PPGPV (ainda em preparação e com início das aulas marcado para março/2004).

Em Janeiro/2004 foi enviada uma cópia de apresentação e avaliação para o então coordenador dos projetos GUI da CRAN (The Comprehensive R Archive Network), Dr. Philippe Grosjean. O projeto recebeu muitos elogios e uma série de sugestões, tendo sido essas (em grande parte) implementadas em curto prazo. Outras (devido a complexidade) somente a longo prazo.

Numa etapa posterior, decidiu-se pela sua disponibilização para os usuários R na home page SciViews-R, mantida por Philippe. O nome do projeto (Tinn-R) foi uma das sugestões do Philippe. Dessa forma, a primeira versão disponibilizada foi a 0.0.8.8 r1.04 (Jan/2004). Os autores eram então José Cláudio Faria e Marcos de Groot. Marcos era um dos membros remanescentes da equipe original do projeto Tinn, Philippe era então colaborador. Esta foi a primeira versão divulgada ao púbico do projeto.

Posteriormente, devido à colaboração efetiva na definição das características do projeto, ao desenvolvimento de funções no R que permitiram uma melhor integração entre os dois programas (R e Tinn-R), Philippe foi convidado para ser co-autor do projeto. Marcos de Groot, um excelente programador em Object Pascal, como não tinha afinidades com estatística, foi se afastando do projeto ao longo do tempo, ficando como colaborador esporádico e desde 2006 não mais contribuíu.

Registrado sob a Licença Pública Geral GPL, o projeto ganhou muitos adeptos e incontáveis sugestões passaram a ser enviadas pelos novos usuários. O sucesso do projeto é atribuída à experiência de Philippe no desenvolvimento de GUIs para o R, às suas sugestões (sempre solicitando mais recursos do que o ACP estava disposto implementar), assim como a dos usuários (idem), que determinaram efetivamente a direção de seu desenvolvimento.

O projeto começou então a ser usado como editor de Editor/GUI simples, porém eficiente, nas instituições de ensino e pesquisa relacionadas à estatística e ao R. Ao longo dos anos buscou-se, dentro do tempo disponível para esta atividade, atender da melhor forma possível a demanda e as sugestões dos usuários, o que talvez seja seu grande diferencial: um programa feito por usuários para usuários.

No final de 2006, juntou-se ao projeto Enio G. Jelihovschi, como responsável pela documentação na língua Inglesa do projeto.

Em 2008 o pós-doutoramento do ACP (ESALQ/USP, sob a orientação da prof. Clarice G. B. Demétrio) como bolsista do CNPq teve como título: TINN-R - GUI/EDITOR PARA O AMBIENTE COMPUTACIONAL E ESTATÍSTICO DE CÓDIGO ABERTO R, teve dois objetivos principais:

  • Aprimoramento e consolidação do programa sob o sistema operacional Windows
  • Uso independente do sistema operacional (multiplataforma)

O primeiro objetivo foi cumprido na íntegra. Quanto ao segundo, estudos das principais alternativas (uso da IDE multiplataforma Lazarus e Migração para a plataforma .Net sob MONO) foram desenvolvidos. Após contatos com as equipes desenvolvedoras destes ambientes e ferramentas, assim como a realização de testes preliminares, concluiu-se que, em ambos os casos, seria uma tarefa exaustiva e de resultados finais duvidosos.

A Embarcadero, após a aquisição da linha de compiladores da Borland, tem feito esforços sérios no sentido de permitir a compilação do código em Object Pascal/Delphi para outras plataformas, além do Windows. Dessa forma vislumbra-se, a médio e longo prazo, a possibilidade de portabilidade do projeto para Linux e Mac.

7. Autores

  • José Cláudio Faria - Brasil/UESC/DCET (Coordenação, desenvolvimento e programação em Object Pascal)
  • Philippe Grosjean - Bélgica/UMH/EcoNum (Programação em R, experiência no desenvolvimento de GUIs para o R, excelentes idéias e sugestões, direcionamento do projeto e documentação inicial do projeto na língua Inglesa). Na verdade, grande parte do sucesso do projeto se deve às boas sugestões - ao longo dos anos - do Phill: Muito obrigado! (Algumas foram bem difíceis de serem implementadas.)
  • Enio Galinkin Jelihovschi - Brasil/UESC/DCET (Documentação na língua Inglesa)
  • Philipe Silva Farias - Brasil/UESC (Desenvolvimento)
  • Philiphe Alexandre R. Kramer - Brasil/UESC (Desenvolvimento)

8. Coloboradores efetivos

9. Lista do usuário (grupo de discussão)

  • Você pode reportar bugs, fazer perguntas, dar sugestões e discutir idéias sobre o Tinn-R Editor, por exemplo como realizar determinada tarefa, como mudar o comportamento do editor e o motivo de determinada feição estar ausente.
  • Google groups (novo)
  • SourceForge (velho)

10. What is new?

10.1. 5.2.2.0 (oct/04/2018)
  • Parts of the source code were enhanced.

  • Some window and dialogs were reworked.

  • The recognition of complex R object names for search and search in files were improved.

  • Some keys from INI file were renamed to be more reliable:

    • [Roptions] to [R Options]

    • [Options TextDiff] to [Diff Options]

    • [PandocHistory] to [Pandoc History]

    • [PandocHistoryFrom] to [Pandoc History From]

    • [PandocHistoryTo] to [Pandoc History To]

    • [SearchTextHistory] to [Search Text History]

    • [SearchDirHistory] to [Search Dir History]

    • [SearchFileMaskHistory] to [Search File Mask History]

    • [ExplorerFavorites] to [Explorer Favorites]

    • [FileMRU] to [File MRU]

    • [ProjectMRU] to [Project MRU]

    Therefore, some user preferences can be lost (when applicable, it will use the default values). Sorry for the incovenience.

10.2. 5.2.1.0 (sep/28/2018)
  • The main menu Web/R(search) were reworked.

  • The recognition of complex R object names for sending instructions were improved.

10.3. 5.1.6.0 (sep/26/2018)
  • The Application options interface were reworked.

10.4. 5.1.5.0 (sep/20/2018)
  • Bug(s) fixed:

    • A bug from the versions 5.1.3.0 and 5.1.4.0 (sep/20/2018) related to the demo project was fixed.

10.5. 5.1.4.0 (sep/20/2018)
  • Bug(s) fixed:

    • A bug from the version 5.1.3.0 (sep/20/2018) related to R scripts utils/infor.R and install.R was fixed.

10.6. 5.1.3.0 (sep/20/2018)
  • Bug(s) fixed:

    • A bug related to sending instructions when Rgui.exe was started out of Tinn-R was fixed. Thanks to Allan Stewart-Oaten for pointing it out.

  • A new button was added to the Tools/R/Card interface to open in the editor an example of the selected item.

  • New resources were added to let Tinn-R access R remotely, via PuTTY. The way if working is the same as using Rgui.exe locally, but there are a few limitations.

  • The interface Options/Application/R were reworked, and new options were added.

  • The searching algorithm from the installers of R in the System Registry were remade. The problems issued by the non standardization after the installation of Microsoft R (MRAN), which were causing trouble in the correct identification of the installed versions were reworked.

11. Download

Soft82 100% Clean Award For Tinn-R  Software Informer Virus Free award

12. Doação

13. eBook

  • Versão atualizada (eISBN: 978-85-7455-342-9):
  • Versão desatualizada:

14. Documentação

15. Opinião dos usuários

I am a very happy and satisfied user of Tinn-R. (Raphael Seitz - Technical University Berlin - Germany - Author of the nice picture above)

I work with R since years and tried many editors. Many of them has good features as well, even ones that are not in TinnR up til now (code folding) but this one is the best of all, very handy, easy to use even for beginners, usable from USB just with 2 corrections in preferences. Excelent work. Many thanks to José Cláudio Faria and Philippe Grosjean. (Udo Junghans)

Tinn-R has greatly simplified and accelerated my development of R script since I began using it about one year ago. Tinn-R is an impressive open source tool. Calling it, a GUI code editor is a bit of an understatement. In several ways, when used in conjunction with R, you have a highly capable environment that begins to approach the features and functionality of an Integrated Development Environment (IDE). Also impressive is the level of commitment and support this tool receives. (Dan Hunt)

An exceptionally powerful tool for leveraging R's strength's. It is clear from use over the last year that the development team is serious and capable - that makes this a robust addition to one's toolkit. (Boramark)

Excellent useful program. Works excellently with R - much better for me that using the native windows Rgui. Allow you have multiple script files open simultaneously. Code is nicely formatted. (Tom)

A brilliant way of making analysis using R pleasurable. Fast response and excellent integration. (Brian K. Boonstra)

For me this is essential if you're going to use the free program R software. (JJ)

Very good project, thanks a ton for giving out. (Elijah Snider)

Very very good. Using for a long time. (Mervyn Sousa)

AWESOME software and free... EXCELLENT. (Jerald Petersen)

Thanks a lot everywhere! (Roderick Crockett)

Works great. Thanks to the developers of this app. (Anna)

This works great. Thanks guys! (Lydia Harpe )

Fast and simple. (Max Shawn)

I like this editor so much :) (Clay Greenham)

Great tool. Like it. (Derek Finn )

The best program that I've ever used. (Adolphus Keefe)

17. Tutorial

  • Links para tutoriais do Tinn-R (em breve)!