Domingo 19 Novembro 2017

Dicas sobre o Vim

Contents[Hide]

1. Descrição

O Vim é um editor leve, poderoso e padrão (default) nos ambientes Linux e Mac (entre outros). Nesses sistemas operacionais o executável básico já vem em praticamente todas as distribuições e sabores. Em decorrência disso, costuma ser a opção preferencial dos usuários mais avançados da Ciência da Computação. Usuários menos experientes poderão preferir editores/ambientes mais amigáveis (user friendly).

Em poucas palavras, o Vim e seus plugins são ferramentas para atividades que envolvem a edição/processamento de textos. O aprendizado é bem mais árduo para usuários novatos, contudo, são recursos muito flexíveis e versáteis para os experientes/avançados. O domínio básico do Vim e a escolha adequada de suas extensões (plugins) o transformam em uma ferramenta praticamente sem limites para edição/processamento de textos.

É um clarityware software (compatível com a Licença Pública Geral GPL), sendo portanto software livre.

2. Principais características

  • Sistemas operacionais
  • Edição
    • Colorimento avançado da syntaxe customizada e expansível
    • Compleção
    • Indentação automática e manual
    • Comentário/descomentário de linha e seleções
    • São tantos...

3. Dicas

  • Comandos básicos do Vim (html): arquivo usado para aprendizado, consulta e sempre estudar quando tiver algum tempo disponível.
  • Comandos básicos do Vim (modo texto): arquivo usado para aprendizado, consulta e sempre estudar quando tiver algum tempo disponível
  • vimrc (modo texto): é o arquivo mais importante do Vim do ponto de vista do usuário. É um dos primeiros a ser lido na inicialização e onde o usuário pode customizar o aplicativo, definir suas preferências, etc. Partir de um existente e adaptar para suas necessidades é uma mão-na-roda.
    • No Linux fica no home do usuário com o nome: ~/.vimrc
    • No windows fica nos home do usuário com o nome: ~/_vimrc

4. Download